Schelling e Hegel: a relação entre arte e natureza

Autores

  • Fernando de Moraes Barros

Resumo

RESUMO: A partir das hipóteses globais de interpretação criadas por Schelling e Hegel, trata-se de mostrar como ambos concebem a relação entre arte e natureza. Detendo-se no exame das semelhanças e dessemelhanças de suas diretrizes teórico-especulativas, torna-se então possível apreciar o estatuto inovador concedido à estética no horizonte hermenêutico descerrado por suas filosofias. Sem insinuar qualquer identidade estrutural entre as respectivas visões de conjunto, conta-se apenas diagnosticar a afinidade entre algumas perspectivas, trazendo à luz orientações que, muitas vezes,
passam desapercebidas em função das diferenças subjacentes a tais autores.


ABSTRACT: In line with the hypothesis of interpretation put forward by Schelling and Hegel, this article aims at showing how both philosophers conceive the relationship between art and nature. By focusing on the similarities and dissimilarities of their theoretical approaches, it becomes possible to appreciate the new status given to aesthetics within the hermeneutic horizon explored by their philosophies. Far from suggesting any structural identity between these two world views, it just intends to diagnose the affinity between several perspectives, bringing to light some orientations, which are often forgotten due to the differences that underline these authors.

 

Downloads

Publicado

2016-03-08

Edição

Seção

Artigos