Circolo e spirale. Il cuneo del contingente della filosofia sistematica

Autores

  • Rossella Bonito Oliva

Resumo

RESUMO: O artigo discute o problema da vontade na Filosofia do Direito de Hegel. Tomando como chave de leitura justamente o § 7 das Grundlinien der Philosophie des Rechts, a autora explicita os principais aspectos da vontade, que então se apresenta como o conceito central na efetivação do mundo do espírito ou novo mundo como o mundo da liberdade realizada. Trata-se mais especificamente de uma determinação do contingente e do finito como o espaço no qual a consciência – e sobretudo a consciência moral – se move na relação ao âmbito objetivo do Direito; em outros termos, como o espaço a partir do qual, em meio ao arbítrio, à acidentalidade e ao erro, a comunidade ética se efetiva na forma do Estado. Daí as metáforas do círculo e da espiral enquanto formas de expressão mais adequada da articulação entre as esferas do humano e do divino aí em jogo.

 

Palavras-chave: Hegel, Vontade, Liberdade, Razão, Direito, Estado

 

ABSTRACT: The article discusses the problem of will in the Philosophy of Law of Hegel. Taking as key to reading just the § 7 of Grundlinien der Philosophie des Rechts, the author explains the main aspects of will, then presents itself as the central concept in effectuation of the world of spirit or new world as the world of freedom held. It provides a more specifically of a determination of the contingent and the finite as space in which the consciousness – and especially the conscience – moves in the relationship to objective framework of the law, in other terms, such as space from which, in the midst of free will, accidentality and the error, the community policy is effective as of the state. Thence the metaphors outside of the circle and spiral as forms of expression the most proper to articulation between the human and the divine at stake.

 

Keywords: Hegel, Will, Freedom, Reason, Law, State

Downloads

Publicado

2016-06-11

Edição

Seção

Artigos