A natureza. Promissão, promessa e promoção do espírito

Bernard Bourgois

Resumo


RESUMO: O presente trabalho visa explicitar a relação entre a natureza e o espírito no sistema enciclopédico de Hegel a partir da imagem da natureza como a “prometida”, a “noiva” do espírito. Argumente-se que a imagem exprime, ao estilo da representação, a concepção de uma relação intrínseca entre natureza e espírito, ultrapassando toda exterioridade sob a forma de um simples paralelismo ou instrumentação. Conforme os três momentos envolvidos na imagem – a natureza como prometida, promessa e promoção do espírito -, a natureza é pela sua própria essência incitada a se ultrapassar ao se fazer naturação do espírito, e reconhecida na sua alteridade pelo espírito que, no entanto, permanece soberano na sua comunidade com a natureza.


ABSTRACT: The present paper aims to explicate the relation between nature and spirit in Hegel’s encyclopedic system by interpreting the metaphor of nature as the “bride” of spirit. It is argued that this picture expresses, in the manner of “representation”, the conception of an intrinsic relation between nature and spirit, going beyond any merely exterior relation between them, such as parallelism or instrumentalization. In accordance with the three moments implicit in the metaphor – nature as promised to spirit, as its promise and as promoting it -, nature is by its own essence impelled to go beyond itself and to become a moment of spirit’s realization, but is also recognized in its otherness by spirit, the latter, however, remaining sovereign in its unity with nature.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.