A crítica às ciências mecanicistas na física especulativa de Hegel

Márcia Gonçalves

Resumo


RESUMO: O objetivo deste artigo é demonstrar que: 1º. a Filosofia da Natureza de Hegel é uma resposta sistemática ao projeto schellinguiano de uma física especulativa; 2º. a crítica de Hegel ao mecanicismo moderno fundamenta-se no diagnóstico sobre seu modo abstrato de pensar a natureza; 3º. o resultado da crítica hegeliana contra o mecanicismo moderno consiste em uma concepção do organismo como superior à mecânica infinita do universo.


ABSTRACT: The aim of this paper is to demonstrate that: 1. Hegel's Philosophy of Nature is a systematic response to Schelling’s project of a speculative physics, 2. Hegel's criticism of modern mechanicism is based on the diagnosis of his abstract way of thinking about nature, 3. the result of Hegel’s criticism of modern mechanicism consists in a conception of the organism as superior to the mechanics of the universe.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.